4.10.05

Consultório do Dr. Malvado

Estimados leitores para inaugurar esta rubrica, apresento-vos o caso de Ricardo M. , que nos escreve do Barreiro e que nos apresenta um inquietante caso de obsessão maníaco compulsiva, ou como se diz na gíria e em algumas ramificações da Psicologia Clínica, uma grande pancada. Esta foi a carta que ele nos enviou:

"Caro Dr. Malvado como vai? Vai bonzinho? Há uma coisa que me tem vindo cada vez mais a apoquentar: os Clusters. Aqueles cereais dos anúncios com esquilos ladrões, sabe? É que acho aquilo muita bom, mas só aqueles coisinhos brancos, o resto é mais ao menos. E passa-se que sempre que como aquilo fico arreliado porque ao abrir a embalagem quase que não vejos os ditos coisinhos brancos, é só palha. E o que lhe pergunto é, como é que raio posso comer aquilo à vontade sabendo que como um a mistura homogénea, equilibrada e saborosa? Diga-me doutor... é que eu já ando doente só de pensar nisso. Jinhos!!!

Ricardo M. - Barreiro"

Caro Ricardo, o seu caso é bastante comum entre os jovens da sua idade, que depreendo ser a de um adolescente. Afinal, os homens feitos comem coirato ao piqueno-almoço, regado por uma boa pinga ou acompanhado de um mata-bicho.
A razão do seu problema é simples: uma vez que o cereal vem de camião dos armazéns do representante da marca, situados em Linda-a-Velha, para o estabelecimento comercial onde os adquire. A trepidação provocada pelas más condições dos pavimentos das nossas estradas nacionais faz com que o cluster desça e o restante cereal suba.
A solução para este flagelo passa por virar a caixa, embalagem ou pacote (o sítio onde preferir levar o cereal) e sacudir. Sacuda até mais não e terá o seu problema resolvido. Tenha em atenção que nesta equação, o factor amêndoas (uma das variantes do produto) cria também um desiquilíbrio. Mas neste caso o desiquilíbrio acontece já na taça da qual sorve o seu piqueno-almoço, e é compensado pelas leis do equilíbrio universal. Estas leis fazem o cluster boiar no leite, enquanto as amêndoas se afundam no mesmo, criando uma sequência de desgustação deveras interessante. Cluster, palha e amêndoas .
Um bem haja para si Ricardo, e um xi-coração para todos os outros nossos leitores. Fico a aguardar que enviem as vossas dúvidas e questões para a nossa morada de correspondência electrónica. Até para a semana!

15 comentários:

Telmo disse...

O problema, toda a gente sabe, e que na embalagem so deviam existir os coisos brancos... o resto nao presta!

Tiago disse...

Eu gosto da palha para uma melhor rotina intestinal, mas acho que as amêndoas se enfiam entre os dentes.

Pedro disse...

Passem a comer os 'Maiz com Miel' do Pingo Doce que não há desilusões quanto ao número de 'coisinhas brancas'... é tudo bolas amarelas, rijas, amargosas e com substâncias cancerígenas. E só a 1,37 euros... e, para a rotina intestinal, nada melhor que comer a caixa. É o negócio do ano em termos de cereais. Eu recomendo.

Telmo disse...

Talvez, seguindo os teus conselhos, possas comecar a libertar espaco da mesa da cozinha... estou farto de me sentar a mesa e comer com o prato na mao... para nao falar que os teus cereais do Pingo Doce nao tem muito para ler... As embalagens de Crunch sempre trazem qualquer coisa para ler na parte de tras da caixa.

Pedro disse...

Quem é este maluco que fala como se fizesse as refeições na mesma mesa onde eu deixo as embalagens de 'Maiz con Miel'?

Tiago disse...

Ay comido un poco de Maiz con Miel. Colin

Telmo disse...

Epa... poucas brincadeiras com o Colin... apesar de belga era um gajo porreiro! Pelo menos nao me gamava a Coca-Cola!

Pedro disse...

Tens mais é que me agradecer porque se eu não tivesse bebido aquele ‘poquito de cola’, a fada das pedras no rim apareceria mais cedo…

Telmo disse...

Nao te esquecas do que aconteceu a quem gozou com a dita fada... o proximo podes se tu... ou um dos gemeos... aquele mal-encarado que trabalha em cinema e usa uma t-shirt do gemeo malvado!

João disse...

Oh! que bonito...memórias de caserna, o que eu gosto dessas histórias.

Pedro disse...

Um dia, ainda hei-de fazer um post sobre essa mítica história de caserna… até lá, João, faz de conta que são comentários sobre futebol.

Tiago disse...

De repente deu-me uma vontade incontrolável de beber água.

João disse...

Excusas (deculpas em inglês) de vir com ameaças dessas de que vais fazer um post... até porque já ouvi essa história pá!

Pedro disse...

Escusas de vir com ameaças a dizer que escuso de vir com ameaças, ó galo bravo!

Anónimo disse...

Keep up the good work Quit smoking hot sauce http://www.what-is-tramadol.info/ultracetcod.html Vessel sales use tax strategies ca Fitness equipment and executives http://www.change-game-save-hentai.info South korea insurance for americans Nexium drug rep eyeglass cleaning kit new Audio conferencing services