2.6.05

Os Direitos do Homem



Há uns anos atrás, durante um dia de intenso calor, lembrei-me de ir para às aulas com uma t-shirt de basket. O professor não gostou e mandou-me embora. O que estranhei, visto que a sala de aula estava repleto de ombros e de pernas desnudados. Sim, eram do gostoso sexo feminino. Umas semanas depois tentei a minha sorte com umas havaianas e desta vez tinha realmente uma boa desculpa. Tenho uns pés delicados que não gostam do calor, mas nada feito, o velho educador também não aceitou essa justificação. Eu gosto de frescura... qual é o problema!? Não tenho esse direito? Estamos no ano 2005, as mulheres têm os mesmos direitos que os homens, podem se candidatar aos mesmos empregos (infelizmente continua a ser na prática muitas vezes mais difícil para elas), podem fazer carreira militar, depois da criança nascer os maridos podem tirar licenças de parto, os homossexuais em muitos países (evoluídos) podem casar-se e em alguns podem até adoptar filhos, alguns desses países até têm o direito ao aborto e à eutanásia.... enfim, tão evoluídos que estamos a ficar. E eu apenas gostava ir de kilt para o trabalho e não posso... porquê?

39 comentários:

João disse...

Porque é uma saia! E não venham cá com tretas...

Joanissima disse...

... porque os kilts, por definição, são um traje escocês... e que me lembre, tu és belga...
: )

Joanissima disse...

... porque os kilts, sendo um traje escocês, são, tipicamente, de lã... Ora se o teu problema é o calor... não me parece que isso fosse ajudar muito...

Mat disse...

Então uma túnica, já pode ser? Melhor ainda...

Joanissima disse...

isso já era muito mais fresco, muito mais confortável... e digno de um cidadão do mundo... : )

Mat disse...

Pois é, e se não fosse a estúpida reconquista, andávamos todos de túnica agora! Afonso Henriques shame on you!

Joanissima disse...

Ainda por cima batia na mãe, esse energúmeno sem vergonha...

Mat disse...

Por outra lado, havia muita mais gente circunsi...brrrr...não consigo dizer a palavra. O que achas da foto, Joanissima?

Tere disse...

Claro que pode ir de kilt para o trabalho, aliás a menina Joaníssima como advogada(desculpe tenho o péssimo hábito de ler os comentários todos antes de deixar o meu e fikei a saber que é advogada) pode concordar neste facto, de que o patronato não pode excluir nenhum dos seus trabalhadores pelo facto de usar um traje típico... penso eu, ouvi por aí... o problema Matias não é ir para o trabalho com ele, o problema é conviver com os comentários que alguns dos seus colegas (os típicos machões) irão fazer a seu respeito, por via das dúvidas o melhor é levar uns calçõezinhos mais largos que lhe permitam manter-se arejado...
Fike bem, óptima foto... afinal sempre é verdade que eles não trazem nada por baixo do kilt.

Joanissima disse...

Acho que está uma ventania desgraçada... : ))

E adoro os pompons dos chapéus dos moços....

Mat disse...

Teresa, tenho que desconcordar contigo, porque tenho quase a certeza absolúto que o patronato tem uma palavra a dizer sobre isso.

João disse...

Ventania em que sentido?

Tere disse...

É capaz de ter alguma coisa a dizer mas só depois de dar uma valente gargalhada... deves ter razão como dizia um amigo "não tenho formação específica na área para poder contrapor"... Mas que era divertido chegar ao trabalho e ver os meus empregados de kilt lá isso era, e digo-t mais acho que era um bom começo para instituir um dia especial para que as pessoas fossem como lhes apetecesse para o trabalho (desde que não fossem nus ou com partes púdicas à vista)...

Joanissima disse...

sentido norte, provavelmente... é a chamada nortada....

Mat disse...

A mim parece-me que os escoses além de usarem kilt, tb rapem a penugem do rabo.

Tiago disse...

Teresa e Joanissima no mesmo post. Humm, Catfight. Cool!

Tiago disse...

Se isto passa impune, entao quero o meu David Hasselhoff de tanga de volta!

Mat disse...

A T e a J no mesmo post?!? Ah pois é!!! Sei escolher as minhas fotos. As raparigas gostam mais de ver um firme traseiro nórdico do que um tipo pomposo a fazer Hasselhofing. São de facto "connaiseures", como se diz na gíria.

Pedro disse...

O Matias quer usar saia porque o professor de educação física não o deixou usar uma t-shirt de basket?

Tiago disse...

O Matias é tão dedo rápido no gatilho a mudar fotos mas esta aguenta-se firmemente. Pessoal, toca a escrever posts para este ir parar rapidamente ao arquivo.

Pedro disse...

Entre as suas trocas e baldrocas, ele já deve é liderar destacadíssimo o ranking dos 'difusores de fotos o mais gay possível'...

Mat disse...

Não estou a ver o que esta foto tem de gay. Três homens e um rabo...qual é o problema?

Pedro disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Pedro disse...

Gostei mais do 'Três Homens e um Bebé', e mesmo a sequela 'Três Homens e uma menina' é bem melhor...

Mat disse...

Tens um gosto duvidoso, Pedro.

João disse...

Estes três não só usam saia, mas também sabem dobrar bem camisolas, tal como as meninas da MANGO. Não é o principe Carlos que está de costas, aquela cara parece-me familiar...

Telmo disse...

Nunca vi uma rapariga da mango com um rabo tão jeitoso.

Mat disse...

Uma rapariga da mango com um rabo jeitoso?!? Onde é que estas a ver isso, caro Telmo?

João disse...

Não se deixem enganar caros amigos... Os rabos só parecem jeitosos dentro da loja. Cá fora voltam ao normal. Perguntem a qualquer rapariga, que ela confirmará. São truques de espelhos... são truques!

Pedro disse...

Há quem diga que um bom rabo não tem sexo... o Telmo parece ter sido apanhado por esse mal que é a bissexualidade quando aplicada no masculino. É pena, mas somos amigos à mesma.

João disse...

Pois é... talvez a Joana o possa ajudar.

Tiago disse...

Estamos todos a torcer por isso.

Joanissima disse...

Tenho a dizer que os rabos não são parte do corpo para onde olhe... Há sítios bem mais atractivos e estimulantes...

Pedro disse...

As mamas, né, Joana? Já somos dois...

Joanissima disse...

ahahahahahaahahahahahah

(estiveste bem)

Não estava a pensar exactamente nisso...´Os homens que não tomam hormonas têm essas gladulas pouco desenvolvidas...
Eu gosto de mãos.

Pedro disse...

Mãos e mamas não são realidades assim tão distantes. Pelo menos não deviam ser, mas às vezes parece que vivemos num mundo doentio onde o subtil toque "à mão cheia" é socialmente reprovável... enfim...

Joanissima disse...

A vida nem sempre é justa, Pedrinho... Se fosse como dizes, as mulheres levavam uma rica vida... E eu não me pouparia a mandar um par de estalos em muito bons rostos, donos de muito boas mãos...

Pedro disse...

As mulheres não levam uma rica vida? Têm acesso directo, e de 24 horas, a mamas! Podem brincar com elas sempre que queiram!

João disse...

E se forem apanhadas a brincar com as mamas, podem dizer q estava a examina-las, por causa do cancro.