22.3.05

O Mais Duro

Há uma questão que me tem apoquentado desde o raiar do meu ser. Afinal de contas, quem é o maior duro do cinema? Após horas de intensa reflexão e debate com malta amiga, apresento aqui numa nova rubrica, os candidatos ao tão cobiçado título.



SYLVESTER STALLONE

Sem dúvida alguma, um dos mais fortes candidato ao título. Um anti herói por natureza, sempre sofredor e injustiçado por um sistema qualquer, que não o deixa viver descansado. Mentor da saga Rocky, o eterno John Rambo protagonizou papéis de polícia mau, prisoneiro, assassino, veterano de guerra, lutador de boxe, sempre papéis de duro.
Mas como pode ser o mais duro, se chora nos filmes? Um duro não chora nunca! E Stallone chora. Chora em "Rambo", chora nuns quantos episódios de "Rocky", chora em "Prisoneiro", chora baba e ranho, enfim... chora que nem uma menina. E isso, eu não posso perdoar...
Também não percebo que raio de filme é aquele com o Danny DeVitto...

(continua)

3 comentários:

Pedro disse...

Ponto positivo: o Stallone defendeu um penalty de um soldado Nazi no Fuga para a Vitória... mais pontos positivos: Cobra e Tango e Cash.

Pontos negativos: Pára! Ou a mamã dispara!

Mat disse...

A única coisa positiva na carreira do Stallone deve ter sido o filme: The Party at Kitty and Stud's. Nunca vi o filme, mas o Stallone faz o papel de Stud e na capa pode-se ler The Italian Stallion. Só isso já promete!

The beginning of Stallone's career can probably be known as the "nude years"; he landed parts in off-Broadway shows, such as the all-nude Score and the soft-porn flick The Party at Kitty and Stud's.

Orange disse...

Eu até sou capaz de respeitar um homem que já sabe qualquer coisa de sobreviver no mato com uma faca apenas. E que se cose como a um par de meias rotas.