19.3.05

O Eric Roberts

QUEM!?... pois... se não sabe de quem estou a falar, não se preocupe, é uma reacção completamente normal. Se por acaso até sabe a quem me estou a referir, certamente a sua reacção foi "Oh não!... o Eric Roberts não!", o que também é completamente normal.


O Eric Roberts é um actor, ou melhor, o Eric Roberts entra em filmes. E toda a gente já viu pelo menos um filme dele. Afinal já participou em 207 filmes, o que é só por si um feito notável! Mas mais notável ainda, é o facto de ter feito tantos filmes, e apenas ter conseguido duas nomeações para globo de ouro e uma para um oscar na categoria para melhor actor, sem nunca ter ganho nenhuma.

O homem tentou de tudo, a sua carreira contempla todos os géneros de filmes. Para compreender-mos a imensidão da sua versatilidade enquanto actor, apresento aqui as categorias de filmes que já fez :

Fora então, 46 filmes de Drama, 20 de Comédia (apesar de todos os filmes dele serem um fartote), 13 de Crime, 43 Thrillers, 33 de Acção, 11 de Terror (de novo, categoria aplicável a toda a sua filmografia), 8 de Mistério (estes não sei quais são), 7 de Ficção Científica, 6 de Fantasia, 4 de Aventura, 3 de Animação, 3 Documentários, 3 de Romance, 3 Curtas Metragens (por alguma razão, os preferidos do público), 1 Western, 1 filme de Guerra, 1 filme para toda a família, e ainda, para espanto de todos, um Musical, senhores e senhoras, o homem canta!

Ele tem cabedal, ele tem (como dizem os Roxette) os looks, sabe artes marciais e mais importante do que tudo o que referi anteriormente, tem a capacidade (através do seu penteado) de fazer um filme parecer um filme dos anos oitenta. Mas mesmo assim, nada!

Como é que alguém consegue uma proeza destas!? Em qualquer outra, profissão seria impossível alcançar tamanha taxa de insucesso, sem a intervenção da sociedade civil.
Mas talvez até haja uma explicação. Ah pois, é que o Eric Roberts é irmão da Julia Roberts, facto que me ocorreu a meio desta dissertação e que não me dei ao trabalho de confirmar, mas espero que não seja verdade. Julgo que mais não precisa ser dito.

Mas temos que reconhecer-lhe algum mérito, afinal o Eric Roberts é um dos maiores vilões e "duros de roer" da história do cinema. Apesar de não ser o maior. Essa será uma questão que deixarei para uma futura análise.

Se ainda não sabe de quem tenho estado a falar, ou se sabe mas mesmo assim deu-se ao trabalho de ler este texto, deixo aqui uma fotografia do dito cujo, a título de recuerdo ou mau agoiro, é o que preferir...



É sem dúvida, um forte candidato ao título de Sr. Anti-Estilo da semana, mas com a sorte que tem com nomeações, mais vale não ir por aí...

5 comentários:

Anónimo disse...

O homem é um senhor, um excelente actor, mas simplesmente o público não tem a capacidade para entender um génio do cinema... e atenção ele foi nomeado 1 vez para melhor actor secundário pela academia em 1985, melhor actor drama em 1983 e "new star of the year" em 1978, ambos pelos globos de ouro... não sejam injustos...

João disse...

Caro Anónimo,
lamentamos informá-lo que a sua identidade se torna evidente, após uma leitura atenta do seu comentário.
Por isso, caro Sr. Eric Roberts: ficaríamos muito gratos que deixasse de inserir o seu nome num famoso motor de busca - cujo o nome (que começa pela letra "G" e que acaba com as letras "oogle") nos recusamos a referir aqui - de modo a que não importune mais empreendimentos sérios como o que aqui estamos a tentar desenvolver.
Acabe de uma vez por todas com estas lamentáveis estratégias de auto promoção, tenha vergonha na cara e amor pelo próximo no coração. Pense na sua mulher! Não se desgraçe mais.

Muito obrigado!

P.S.- De qualquer modo, deixe-me que lhe diga, que fiquei muito impressionado com a sua fluência na língua de Camões.

Eurico Roberto disse...

E ainda fui o mau d'o Especialista (não o mau actor, o mau da fita!) e fui umas vezes ao Howard Stern onde fiz de mim mesmo... mas não fui muito convincente e a crítica arrasou-me!

Tiago disse...

Em 2010 a Academia vai negar em comunicado oficial que alguma vez te tenha nomeado para os óscares. Entre 2010 e 2015 desapareces deste mundo e no célebre ano de 2022 ninguém mais se lembrará de ti.

Orange disse...

A culpa é do sorriso assimétrico.