13.5.05

Separados à Nascença



Marante – Performer popular com vasto currículo. Cantou e encantou durante anos com a sua “Bela Portuguesa” com quem queria casar e, através da sua sólida carreira (quer a solo, quer nos inúmeros projectos paralelos em que se imiscuiu ao longo das últimas décadas), foi sendo paulatinamente elevado à categoria de ícone na comunidade de organistas de festas de freguesia. Acérrimo fã da reconstrução capilar feita em casa, à pala de muita laca e força de vontade.

Donald Trump – Empresário norte-americano do ramo imobiliário. Seguiu o legado ‘Marantino’ no que às opções capilares diz respeito, sendo que, e por muito paradoxal que possa parecer, acaba por ser visto frequentemente com gajas boas. Provou, assim, que na específica guerra do engate, o dinheiro ainda é mais eficaz que as cantigas. Sim, mesmo as do Marante.

P.S: Estas duas criaturas, que mais parecem andar a promover tapetes, fizeram-me lembrar que ainda por aí muito boa gente a cometer verdadeiros crimes capilares. Fica para uma próxima rubrica a iniciar em breve.

31 comentários:

João disse...

Bem que o Marante tentou o dedo na boca à Austin Powers, numa vã tentativa de ficar mais charmoso. Mas mesmo assim não se safou. O que o gajedo continua a querer, é carcanhol!

Pedro disse...

Acho que o Donald Trump é acima de tudo um gajo excêntrico que quer apenas comprovar quão baixo estão as gajas dispostas a descer para terem acesso a dinheiro fácil...

João disse...

Olha que esse dinheiro não deve ser assim tão fácil...

Pedro disse...

Sim, shô tor, de facto, de facto... mas 'fácil'(no caso, envolver-se sexualmente com um algo que está debaixo de um tapete) surge aqui em contraponto com o dinheiro ganho após um árduo dia de trabalho.

João disse...

Ah pronto!

Pedro disse...

Ah bom!

Mat disse...

Bom, isto não tem nada a ver com este post, mas li isso hoje e, enfim, pergunto como é possivel:
"É difícil perder assim. Não sabia que se perdêssemos este jogo não éramos campeões. Só soube agora no balneário porque os meus companheiros me disseram..."

Rudolph Douala, 14/04/2005, jogador camaronês do Sporting admitindo a sua ignorância no final da derrota no DÉRBI CAPITAL. Será que o Ricardo também não sabia? Sem comentários mesmo. Já agora, Peseiro, avisa-os sobre o que acontece se perderem na quarta-feira... daaah..

Pedro disse...

Só a derrota por 1-0 ou por mais de um golo de diferença era impeditiva de ganhar o campeonato...

Como a equipa banal do Benfica nunca venceria por dois golos, a vitória por 1-0 era o ideal... e lá acabou por aparecer, muito perto do fim, para que qualquer reacção dos adversários, entratanto reduzidos a dez, ficasse impossibilitada...

No entanto, o Benfica ainda tem que pontuar no Bessa e, sorte do caraças, o Boavista não pode contar com alguns jogadores, expulsos de forma ridícula no jogo com o Guimarães...

O Douala não é ignorante por pensar que se o Sporting perdesse ainda podia ser campeão (e podia, dependendo dos números). É ingnorante por pensar que o Sporting alguma vez teve hipótese de ganhar um campeonato destes.

Mat disse...

Hohohooooo! Alguém está triste por aqui? Só falta dizer que o Betinho não foi bem expulso e que o golo não foi golo, mas sim uma falta sobre o Ricardinho.

Pedro disse...

Também tenho que fingir que fiz ontem 10 anos ou posso responder normalmente?

Seja como for, não vou discutir futebol contigo pela simples razão de que também não o faço com a minha avó...

Tiago disse...

Pedro, aceita a dura realidade e aprende a perder. Se o Beto fosse do Benfica eu ficaria muito chateado por ele comprometer as hipóteses do meu clube. Acredita em mim quando te digo que esse ponto de vista faccioso não te faz bem. Não é de sociólogo mas sim de objecto de estudo.

João disse...

Pois é, não vale a pena pensares mais nisso pá.

Mat disse...

Vamos deixar isso de lado e vamos apoiar todos juntos o Sporting na quarta feira. Força Sporting!

Tiago disse...

Pelo menos que aqui haja consenso. Força Sporting!

Pedro disse...

Que eu saiba, a definição de 'facciosismo' não é 'qualidade de quem não concorda com a maioria'... além disso, não tenho que ter 'bom perder', especialmente perante clubes que têm tudo menos 'bom ganhar'...

Um bem haja!

João disse...

Força Pedro!

João disse...

Força Matias!

João disse...

Força Tiago!

João disse...

Forca Telmo!

João disse...

Gasosa, vai com calma...

Mat disse...

Que força é essa
que trazes nos braços
que só te serve para obedecer
que só te manda obedecer
Que força é essa, amigo
que te põe de bem com outros
e de mal contigo
Que força é essa, amigo

Mat disse...

Olha o que eu encontrei aqui, minha boa gente, um concurso: http://leiturascom.net/arquivo/2005/04/concurso_de_mic.html

Pedro disse...

Matias, mete lá o teu poema. Tem menos de 200 palavras...

Telmo disse...

o poema do sérgio godinho?

Pedro disse...

Não, o poema do Matias. Escrevi português, parece-me.

João disse...

Did you?

Pedro disse...

Agora já não se amua quando os comentários não têm nada a ver com os posts?

Mat disse...

O meu nome na realidade é de facto Godinho...Sergio Godinho e também gosto de tocar na minha viola.

Pedro disse...

'Na realidade' e 'de facto'... para que não restem dúvidas...

Já agora, Sério... a música dos 'Amigos do Gaspar' era uma merda e ainda hoje tenho pesadelos com aquilo!

Anónimo disse...

Cool blog, interesting information... Keep it UP » » »

Anónimo disse...

You have an outstanding good and well structured site. I enjoyed browsing through it »