19.4.06

Rádio Gémeo Malvado: Covers


É com muito prazer, orgulho, e uma série de outros nobres sentimentos, que convido todos os nossos leitores a ouvirem, e quem sabe até escutarem, a nossa nova rádio online. Todas as semanas iremos ter uma playlist temática, recheada de músicas escolhidas a dedo por um dos nossos colaboradores. O tema desta semana, que é da minha responsabilidade, é "O melhor género de música do mundo", que como toda a gente sabe, são as covers. Desafio-vos ainda, a descobrirem os temas originais aqui "cobertos" e a fazerem um feedback ali na caixa dos comentários. E já de seguida, vamos ouvir doze músicas sem falar...

Beck
- Everybody's Gotta Learn Sometimes
Bjork & PJ Harvey - Satisfaction
Cat Power & Karen Elson - I Love You (Me Either)
Faith No More - Glorybox
Johnny Cash & Fionna Apple - Bridge Over Trouble Water
Mesa - No One Knows
Nick Cave - Disco 2000
Nixon - Summer of 69
The Ukrainians - Batyar
Tom Waits - Return Of Jacky & Judy
Yeah Yeah Yeahs - Hyperballad
Jeff Buckley - If You Knew

10 comentários:

Mat disse...

Onde isso já chegou, um rádio Malvado...estamos mesmo a viver em tempos modernos. O próximo passo é a televisão, não?

Não tenho nada para fazer por isso... disse...

01. The Korgis - Everybody's Gotta Learn Sometimes
02. Rolling Stones - Satisfaction
03. Serge Gainsbourg - Je t'aime moi non plus
04. Portishead - Glorybox
05. SIMON & GARFUNKEL - Bridge Over Troubled Water
06. QOTSA - No One Knows
07. Pulp - Disco 2000
08. Bryan Adams - Summer of 69
09. SMITHS - Bigmouth Strikes Again
10. Ramones - The Return Of Jackie And Judy
11. Bjork - Hyperballad
12. Nina Simone - If you Knew

Mat disse...

Vou mais longe...a base de "Glorybox" de Portishead é "Ike's Rap III" do grande Isaac Hayes.

Pedro disse...

A Cat Power é lésbica? Quem diria…

Pantera Cor de Rosa disse...

E...algum problema?

Mat disse...

Julgando pelas fatiotas, os Power Rangers também só podiam ser gay. É o que se chama "gay power" no léxico técnico.

João disse...

Claro q é lésbica, o nome dela indica isso mesmo, pois conjuga a sensibilidade que as mulheres têm com os gatos (CAT) quando não têm homem, com o "POWER" que os machos trazem por defeito.

Pedro disse...

Só perguntei por perguntar. Se soubesse que ia começar uma conversa, nem tinha dito nada.

Mat disse...

Eu gostava saber se "Batyar" é de facto a tradução para o Ucraniano de "Big Mouth"...

João disse...

Vai a qualquer casa de alterne que encontres por aí, que lá dizem-te.