17.2.06

Dúvidas existenciais e a Selecção Nacional

O grande problema desta nossa existência é ter de dividir o mundo com imbecilóides. Eles é na escola, no emprego, na rua, na televisão, no Médio Oriente… há sempre mentecaptos por todo lado. Com a idade vamos-nos apercebendo que o número é cada vez mais elevado do que aquilo que pensávamos. Mas também vamos nós habituando a essa realidade.
No entanto, existem excepções, como no outro dia em que li que a Selecção Nacional vai fazer o estágio de preparação para o Mundial em Évora. O artigo rezava assim:

Évora já trabalha para a Selecção

Iniciaram-se ontem as terraplanagens na Herdade da Silveirinha, local onde vai ser construído o complexo desportivo do Lusitano de Évora e que servirá para receber o estágio da Selecção Nacional, em Maio vindouro. Quase cinco anos depois, Morais Santos, presidente do emblema eborense, não cabia em si de contentamento. "É o fim de um sonho e o início da realidade. E a felicidade é maior ainda na medida em que ao nosso complexo desportivo estará associado ao estágio da Selecção Nacional. Muitos pensavam que o nosso projecto seria inconcebível e, depois de travadas muitas lutas e guerras, já perceberam que estávamos lúcidos e que o início das terraplanagens significa um processo irreversível, com ou sem Selecção", advogou. Com a entrada das máquinas em acção, o presidente do clube alentejano acredita que tudo estará pronto a tempo e horas. "Temos um compromisso com a Federação Portuguesa de Futebol e acreditamos que o campo relvado, as bancadas, os balneários, a vedação exterior e respectivas acessibilidades estarão prontas até 30 de Abril", assegurou, para finalizar: "A partir de agora o trabalho não mais voltará a parar até porque o tempo urge.

in "O Jogo"


Depois de ler isto, fiquei confuso e com as seguintes dúvidas:

1. Um complexo desportivo para uma equipa da paróquia, não tem as mesmas condições que um para a selecção nacional (digo eu) e construir isso tudo em tempo recorde, vai sair bem mais caro do que se fosse num prazo normal.

2. Será que Évora é a localidade portuguesa que tem o terreno e condições climatéricas mais parecidos com a Alemanha?

3. Haverá falta de espaços no resto do país para a equipa das "quinas" poder treinar?

4. Não foi há menos, de 4 anos que neste país foram construídos sete estádios e remodelados outros três; e três dos quais já se transformaram em elefantes brancos?

5. Porque é que a selecção não pode fazer o estágio simplesmente outra vez, no centro de treino do Sporting, onde já trabalhou, e de onde se atingiram bons resultados (final do Euro)?

6. Será verdade que Portugal já tem hospitais, escolas e lares de terceira idade, ao nível médio da comunidade europeia e que por isso já pode esbanjar dinheiro em outras coisas menos importantes?

7. Se a resposta a ùltima pergunta for negativa, então onde estãoo Francisco Louça e o resto da malta que tanto gosta de levantar a voz contra tudo e mais alguma coisa?

Para finalizar, gostava de referir que há um grande ponto a favor para que se realize o estágio em Alcochete. No Freeport existe um restaurante de fastfood alemão, onde sauerkraut e salsichas de vários tipos não faltam na ementa.


Por enquanto, o campo ainda está ocupado por outros atletas e não pela Selecção Nacional.

9 comentários:

sacrilegius disse...

Cheguei primeiro

Ganhei
Ganhei
Ganhei

sacrilegius disse...

Já que estou aqui ....

Já ouviram falar de "dejá vu" ?

É só um referência .....

SUSHISTICK disse...

Porra pá...ia jurar que já comentei esta lezíria..

João disse...

Há aquele problema da desertificação e da falta de água, assim com a criação deste novo centro de estágio para a selecção, matam-se dois coelhos de uma só cajadada. Estima-se que a população nessa zona aumente para o dobro e depois de a selecção sair de lá e for para a Alemanha, alguns animais de pasto poderão ter relvinha verdinha e fresquinha para comer. Como se pode ver, a escolha desse local para estágios é de uma importância vital para o desenvolvimento do Alentejo ostracizado.

sacrilegius disse...

Vamos então esclarecer as dúvidas vertidas no texto, ponto por ponto:

Ponto 1 - Sem dúvida

Ponto 2 - É. O recente nevão em Évora, resultante de fortes pressões de forças terrenas ocultas, junto de Sua Exª S. Pedro, confirma esse facto.

Ponto 3 - Há. Por todo o lado há muita gente. E gente desconfiada, e muitos carros e muitas casas. Aliás, o recente nevão em Évora confirma esse facto.

Ponto 4 - Foi. Além disso, dois estão em vias de se transformar em casas de alterne de segunda categoria. Mas é bom. Com a legalização da actividade, a colecta vai permitir construir as infraestruturas de que o País realmente carece.

Ponto 5 - Porque têm inveja do Sporting ... só pode .... cambada de invejosos

Ponto 6 - Sim. Com a implementação do Ponto 4, e com as brilhantes tecnicas da Orçamentação e da estatística previsional, podemos dizer que sim.
Curioso .... o termo desbanjar aqui dava outra mitica à coisa.

Ponto 7 - A resposta à outra pergunta é positiva, e o Francisco Louçã e a outra malta sabem disso.

João disse...

É só para avisar que o "joão" que comentou acima, não sou eu. Os meus comentários seguem outro tipo de abordagem literária.
Eu nunca teria falado do Alentejo ostracizado. Eu nem gosto de ostras...

Pedro disse...

Não li nada, só olhei para a foto, e, ainda assim, queria deixar aqui bem claro que sou contra.

Anónimo disse...

Best regards from NY! Tv product reports New pc to phone allegra new mexico repairs on sears dishwashers Loans against ira accepted ativan check overnight

Anónimo disse...

best regards, nice info film editing schools