10.1.06

Separados à Nascença












Soup Nazi – Embora com uma passagem fugaz por aquele programa de variedades e entretenimento, foi uma das personagens mais marcantes de “Seinfeld”. Apelidado de “Nazi das Sopas”, pela forma autoritária, organizada e psicótica como comercializava o afamado caldo, este senhor acaba por apresentar uma figura mais próxima de Estaline, o adorado soviético, do que de Hitler, esse visionário germânico. Assim como assim, ficou mesmo o Nazi das Sopas e o seu emblemático “No soup for you!” ainda hoje é repetido em muitos pontos do globo. Sobretudo em África.

Sacadura Cabral – Foi um oficial da Marinha Portuguesa e, diz quem viu e quem com ele partilhou uma vida votada ao mar e ao encarceramento naval com centenas de outros homens durante meses a fio, que era capaz de criar as mais espantosas coreografias para a canção “In the Navy” da sodomítica banda “Village People”. Todavia, deixou-se de brincar aos barcos e acabou por se tornar famoso quando, junto com Gago Coutinho, seu companheiro de sempre, realizou a primeira travessia área do Atlântico Sul, num miserável avião sem casa de banho e ávidas hospedeiras (sim, a frequência de voos faz maravilhas pela libido das senhoras). Partiram de Lisboa e, mais de dois meses depois, chegaram ao Recife. Claro, atrasadíssimos para uma reunião e sem um monte de papelada importante que acabou por se espalhar ao longo do Atlântico.

4 comentários:

101 disse...

Perguntei-me várias vezes "Mas o que raio tem aquela sopa?". E eu que nem gosto de sopa... é o efeito que a televisão tem sobre mim... ou o Seinfeld... ou o Seinfeld quando dá na televisão...

Mat disse...

Não há um prato qq chamado nasi goreng?

sacrilegius disse...


nazi goering
Era uma sopa gorda que provocou indigestões a muita gente.

Pedro disse...

Muita sopa-de-urso deu o senhor Hitler, seus ignorantes.