10.1.06

O Saldal

Todos sabemos que Portugal está a passar por tempos difíceis. A economia não anda, há muito desemprego, a classe média está a desaparecer, o FCP está em primeiro lugar, os salários são baixos… enfim, há uma crise que teima em não desaparecer.
Uma das soluções para este problema é a instauração de um novo feriado: o “Saldal”.
Basicamente é a festa de Natal, mas festejado um mês depois do Natal, e com muitas vantagens para os Portugueses. Vejamos:

- Em primeiro lugar, podemos comprar prendas, comes e bebes à preços baixos. Isso é bom para as nossas carteirinhas.

- Damos de volta ao Natal o seu cariz religioso original e deixamos todo o lado comercial para o Saldal, logo a Igreja ficará contente e dará a bênção.

- Para o estado é bom também porque quem quer ir a Missa do Galo tira o dia do Natal, quem quer festejar o Saldal tira um outro dia, ou seja, o país não pára em nenhum desses dias. E como se sabe, não parar é bom para a economia nacional.

Até já existe uma música para o Saldal!

No Saldal pela manhã
Ouvem-se as maquinas a registar
E há uma grande alegria, no ar

Refrão:
A todos um Bom Saldal
A todos um Bom Saldal
Que seja um Bom Saldal, para todos vós
Que seja um Bom Saldal, para todos vós

Nesta manhã de Saldal
Há em muito centro comercial
Milhões de pessoas neste verdadeiro festival

Refrão:
A todos um Bom Saldal
A todos um Bom Saldal
Que seja um Bom Saldal, para todos vós
Que seja um Bom Saldal, para todos vós

Vamos aos saldos para fazer compras
Vamos pagar com Multibanco ou com notas
Uma camisa, um cachecol ou umas lindas botas

Refrão:
A todos um Bom Saldal
A todos um Bom Saldal
Que seja um Bom Saldal, para todos vós
Que seja um Bom Saldal, para todos vós

Obrigado senhor Azevedo
por esta chouriça a metade do preço
até nós esquecemos que há tanto desemprego

Refrão:
A todos um Bom Saldal
A todos um Bom Saldal
Que seja um Bom Saldal, para todos vós
Que seja um Bom Saldal, para todos vós

Queremos lá saber da dívida externa
Da inflação ou de quem governa
Era bom se este Saldal fosse eterna.

Refrão:
A todos um Bom Saldal
A todos um Bom Saldal
Que seja um Bom Saldal, para todos vós
Que seja um Bom Saldal, para todos vós

22 comentários:

Miranda disse...

Não me parece nada mal que o FCP esteja em 1º lugar!

SUSHISTICK disse...

Epá......este post é muito fraquinho!

João disse...

Dizes isso pq não sabes apreciar a poética matiniana. Conhecem mais alguém que mude o género a uma palavra só para poder rimar? Ou até mesmo rimar preço com desemprego? Ninguém! Viva ao Matias e o seu sotaque escrito!

SUSHISTICK disse...

Ah pois.......essa lógica matulona não vislumbrei à 1º.....

Mat disse...

Um Bom Saldal para todos!

António A. Antunes disse...

gémeo, tudo a rolar?

abraço do antunes

K1111 disse...

Aquela senhora tem ar de quem acabou de ganhar um mês de sexo escaldante com um homem à sua escolha...

Mat disse...

Eu já caçei a preço de chuva: 3 cds dos Matmos a 7 euros cada e uma BD do Harry Kurtzman a um (1!) euro!!! I looovveeee sales!

Sea disse...

o saldal é quando o homem quiser e a carteira deixar...

Mafalda Azevedo disse...

Desde o momento em que descobri este blog até agora, venho cá sempre na busca de gargalhadas. E esta imagem que o gémeo escolheu é de uma malvadez sem igual... Muito bom! Parabéns!

Pedro disse...

A senhora da foto, qual Rosa Mota, venceu a verdadeira maratona do século XXI…

SUSHISTICK disse...

2 particularidades só agora notadas: a puta da mulher histérica parece mesmo a Simone de Oliveira (que não é nenhuma...) e uma outra camuflada de El Corte Inglês...

Mat disse...

Esta senhora não está correr...está sim, a dançar o flamenco.

Sea disse...

sushi... assim de repente também pode ser a Susan Sarandon... mas só de cara...

João disse...

A senhora gorda só não chegou primeiro, porque o segurança da Susan Saradon agarrou-a.

K1111 disse...

Porque senão a senhora gorda é que tinha ficado com o mês de sexo escaldante, já que ela vai toda pronta para pregar uma chapada na susan saradon wannabe.

Pedro disse...

Será que é desta que o meu "Sabiam que a Rosa Mota entra no teledisco do 'One moment in time' da Whitney Houston?" não passa despercebido?

Sea disse...

Cá para mim a Sra, de peso acima da média, acabou espezinhada lá dentro e esbofeteada, para não estar armada em Susan Sarandon e usar isso para se pôr na linha da frente!

João disse...

E ninguem tem teorias sobre a senhora vestida com sacos plástico do "El corte Ingles"? E do garoto à esquerda? E o o homem do casaco vermelho? É que temos de comentar toda a gente desta foto, e não tarda é noite...

Pedro disse...

Descobri agora que apareço em todas as fotos do blog, menos em sete.

João disse...

Eu apareço em todas, mas sempre na parte de trás da foto, entre a marca d'àgua do fotógrafo e a legenda escrita a esferográfica.

Pedro disse...

És um espírito, portanto. Há um naquele filme dos homens e um bebé. Aquele com o Ted Danson, o Tom Selleck e o vacão da Academia de Polícia.