18.11.05

A Gloriosa Chaga da T-Shirt GM (Pt.4)

Muitos leitores ter-se-ão questionado porque é que o Tiago nunca mais apareceu para contar o final da saga da T-Shirt GM. A resposta poderá ser encontrada no capítulo final da mesma saga, que passo a narrar a partir deste neste momento.
Estava então Tiago a espiar Manuel Trancoso, na sala de provas, quando tropeçou e tudo à sua volta caíu. Ao ser apanhado por MT, Tiago pergunta-lhe "Não sou suficientemente bom para ti, é?". MT desabotoa a camisa verde alface, despe as calças, tira as botas da tropa cor-de-rosa choque, sem nunca tirar os seus olhos de Tiago que entretanto desmaiara e caíra no chão.
Dezoito horas depois, Tiago foi encontado por dois caçadores, a deambular no meio de um terreno baldio no meio de nenhures, e para o espanto dos mesmos tinha apenas vestida a sua fiel T-Shirt GM e parecia meio apanhado das costas.
E é assim a vida, o Tiago nunca mais falou com ninguém e vive fechado em casa, sonhando com dias melhores.

"Foi este meu bóbi que encontrou o rapazola, com a camiseta abonecada, e é claro que eu e aqui o meu amigo Zé Sarrabulho fomos a ver dele, e 'tratámezeo' logo" . - Declarou Tó Fintas, um dos caçadores que encontrou Tiago.

3 comentários:

Tiago disse...

Não tenho outro remédio se não enfrentar esta questão (faz parte da terapia que ando a seguir). Depois de uma terceira parte escrita sobre o efeito alucinogénico de cogumelos, senti a necessidade de parar antes que fosse tarde de mais (já estava a imaginar um MT a chorar e a despir a camisa mostrando uma tshirt GM como a nossa e a confessar que era o nosso maior fã, embora nos enganasse fazendo de nosso bully. "Sou eu, o pancadeiro Pires" - diria ele entre soluços).
Para não cair em parvoíces pouco benéficas para o blog, ou porque simplesmente resolvi retirar os cogumelos da minha dieta alimentar e entrei para a terapia, optei por cancelar a telenovela "T-shirt GM".

Ainda meio apanhado das costas, todos os dias me sento 10 horas em frente ao computador, a olhar fixamente para o blog, e a pensar se alguma vez o meu contributo voltará a ser válido.
Não, estou a confundir. Olhar 10 horas em frente ao computador, a pensar se o meu contributo será válido, é quando estou a trabalhar.

João disse...

Olhó o gajo! Afinal ainda frequenta o estaminé...

Pedro disse...

Frequenta pois! Fica é sempre de pé…