3.4.07

Flagrantes da Vida Real



Como alguns de vós já sabem, estou a estudar em Inglaterra. Nada de especial. Já o tinha feito aqui em Portugal, mas quis fazê-lo também no estrangeiro porque diz-se por aí que este tipo de experiências transfigura-nos, molda-nos o carácter. E passados apenas 6 meses já me sinto bem transfigurado, com um monte de coisas giras e interessantes para relatar.
Para já, tenho aulas completamente em inglês (nada como as aulas fajutas de inglês do liceu); um computador só para mim (dos grandes); e aprendi a teclar mais rápido (troco mais as teclas é certo, mas compenso usando o backspace com incrível destreza).
E sem ter de levantar o rabo da cadeira vou conhecendo o mundo, como fica exemplificado neste diálogo entre dois colegas da minha turma:
Colega Sul-Africano: É verdade que na Turquia perseguem-se prostitutas de automóvel para depois lhe baterem com tacos de baseball?
Colega Turco: Nós não jogamos baseball.
É assim a vida no estrangeiro, pronta a fascinar-nos.

3 comentários:

Tiago disse...

Aviso já o patrão que desta vez tenho uma cópia do texto e vou estar atento ao desaparecimento de palavras (porque de parágrafos inteiros já deve ter percebido que dá muito nas vistas).

Mat disse...

Fale com o teu colega Sul-Africano para te arranjar "biltong"!

João disse...

Adoro esta esquizofrenia social do Matias. Tão depressa é senhor você como é tu cá tu lá.