18.7.06

Viva o óleo vegetal!

Sempre fui de certa maneira um idealista. Sempre tentei lutar para um mundo melhor. Reutilizo os saquinhos de plástico do hipermercado, separo o meu lixo, tomo duche de água fria, vou de bicicleta para o trabalho, tento não comprar produto “made in China”, sou activista contra as touradas, visito todos os anos o Avante, etc. etc.
Tendo isso tudo em conto acerca da minha pessoa, podem calcular que me deu uma certa alegria quando li a seguinte notícia sobre holandeses que andam com óleo vegetal comprado no Lidl, em vez de gasóleo.
Diz o senhor Gerard Búhr: “Um litro de gasóleo custa-me 1,05€ e um de óleo de girassol 0,57€! É uma roubalheira o que o governo Holandês nós está a fazer. Semanalmente vou agora ao Lidl e encho o meu depósito de 40 litros do meu Ford Fiesta 1.8 diesel Courier com ¾ de óleo de girassol e ¼ de gasóleo, para o motor arrancar melhor e também porque com temperaturas baixas, o óleo pode se tornar mais duro. Óleo de soja funciona também bem, azeite é que não, este pode mesmo polimerizar. Também só um louco meteria azeite no depósito, já que é ainda mais caro que o próprio gasóleo.”
“Eu fui mesmo à procura do óleo mais barato do mercado. Foi assim que cheguei ao Lidl, que é ainda por cima aquele que mais Joules tem, ou seja o que tem mais energia. Não que dê para notar a diferença, mas dá para medir.”
"Vocês acham mesmo que o inventor do motor a gasóleo, o sr. Diesel, tinha mesmo gasóleo para meter nos seus primeiros motores (usava se óleo de amendoins nos primeiros motores - nota do tradutor)?” -pergunta o Búhr.
“E é quase nada nocivo para a natureza, só um bocadinho de CO2, mas de resto nada.”

Toca a plantar girassóis, camaradas!

P.S.- Por uma vez temos sorte em viver neste canto, porque só com temperaturas mais baixas é que óleo vegetal se torna mais grosso. Logo uma adaptação aqui não é tão necessario como por exemplo na Alemanha.

fontes:

13 comentários:

pvnam disse...

[mini-spam]

Contra o Fundamentalismo RACISTA
Contra o Fundamentalismo ANTI- RACISTA

Reivindica o LEGÍTIMO Direito à Diversidade Étnica(Racial)


--- O Multi-Culturalismo Local ( ao nível de cada cidade )... produz... um Mono-Culturalismo Global: TODAS as cidades irão ser dominadas demograficamente pelos Povos( Raças ) de maior rendimento demográfico.
--- Pelo contrário, o Mono-Culturalismo Local ( a existência de Reservas Naturais de Povos Nativos )... produz... um Multi-Culturalismo Global: TODOS os Povos Nativos ( inclusive os de menor rendimento demográfico... ) vão poder ter o SEU espaço no Planeta.


--- O Movimento Tolerante Pró-Diversidade reivindica a DIVISÃO dos Países em dois espaços:
---> 1) um ( 50% ) de Competição Global;
( nota: neste espaço os adeptos da Competição Global [e da Mestiçagem] concretizam o Direito de ter o seu espaço no Planeta... );
---> 2) outro ( 50% ) de Reserva Natural;
( nota: neste espaço aqueles Nativos - que pretendem estar no Planeta, com CORAGEM e DETERMINAÇÃO, a Lutar pela Sobrevivência da sua Identidade - concretizam o Direito de ter o SEU espaço no Planeta )
[ ver: SEPARATISMO-50 ]

-> Nota 1: Este Movimento não é Fundamentalista. Assim sendo, devem ser considerados como Nativos todas as pessoas com, pelo menos, x % de GENES TÍPICOS NATIVOS... (nota: x% -> a definir...)
-> Nota 2: O Período de Transição de Divisão [nos Países aderentes ao SEPARATISMO] deverá ser de VÁRIAS Décadas...


ADENDA:
---1--->>> Existem Povos de Boa Vontade --> estes Povos não têm quaisquer problemas em reconhecer que devem existir (no Planeta) Reservas Naturais de Povos Nativos.
---2--->>> Os INTOLERANTES, para a existência de Reservas Naturais de Povos Nativos, são:
-a)-> Os Predadores Insaciáveis -->> como ambicionam Ocupar e Dominar mais e mais novos territórios... consequentemente... pretendem que o ‘caminho esteja livre’... [Exemplos: Os Africanos, os Mestiços, os Árabes,... --->>> nota: existem excepções à regra -> pessoas de Boa Vontade]
-b)-> Os Capitalistas Selvagens -->> como estão interessados em que se proceda à SUBSTITUIÇÃO POPULACIONAL dos autóctones... por... Povos(Raças) economicamente mais rentáveis...
-c)-> A Parasitagem Branca (a Maioria dos europeus...) -->> como pretendem curtir a existência de alguém que pague as Pensões de Reforma [apesar de... nem sequer constituírem uma Sociedade aonde se procede à Renovação Demográfica!]... e ao mesmo tempo... pretendem que a Ocupação da Europa por outros Povos( Raças ) seja considerada um 'Processo Absolutamente Natural'!...

João disse...

Quem leu o comentário anterior que diga eu. Se nem sequer uma pessoa o fizer, terei de apagar o comentário.

Anónimo disse...

Eu acho que o gajo que postou o primeiro comentário adora-te ou é provávelmente um alter-ego teu.
Eu não disse 'Eu' embora te possa parecido ter dito Eu 3, digo 4 vezes.

Daniela Mann disse...

O que eu já chorei a rir!
eh eh eh eh eh eh
Beijinhos da Dani

Pedro disse...

Então mas agora frito os panados com gasolina?

101 disse...

Mas será que os movimento contra qualquer tipo de fundamentalismo não são uma forma de fundamentalismo?

(Não percebi peva do 1º comentário. E eu que até sou uma pessoa com estudos)

101 disse...

Já estou mesmo a ver: "Oh António, hoje comemos grelhados que amanhã preciso que me leves à Feira!"

Et disse...

se a moda pega, vai ser um cheiro a batata frita por essas estradas fora.... :)

Pedro disse...

This site is one of the best I have ever seen, wish I had one like this.

eco disse...

Boas a todos, li e achei giro o artigo, mas na realidade, será mesmo isso no futuro, de uma forma ilustrativa e brincalhona, fritas as batatas fritas á noite e mais tarde o mesmo óleo dará para andar de carro para o trabalho.

Anónimo disse...

tenho pena que assim seja .Ja vi tudo vem ai a fome os cereais vao ter um preço demasiado elevado no futuro

manuel disse...

O futuro poderá e deve passar pela reciclagem, chamo Futuro ao Presente, já que hoje é possivel reciclar muitos residuos, no caso do aproveitamento do oleo alimentar, não será necessa´rio andar a cultivar, mas sim aproveitar os oleos usados, e mesmo já se consegue arranjar tantas energias alternativas

eco disse...

espero que devido á energia, não falta a comida