5.6.06

Rádio Gémeo Malvado: Nomes parecidos com outros



O tema da minha segunda playlist tem um tema deveras altíssono, como aliás é meu apanágio. Escolhi músicas de 11 artistas que, por razões claras ou menos luminosas, têm nomes que se podem confundir com outros 11 artistas, também eles do mundo da cantoria. No imediato, segue a lista dos cantores e das cantigas, sendo que, entre parêntesis, surge o tal artista com o nome parecido. O critério para escolher um dos artistas com nome parecido em detrimento do outro artista com nome parecido foi, enfim, nenhum.

Johnny Nash (Johnny Cash): I can see clearly now
Ficará nos anais da História como a música do anúncio da Nescafé. Aquele em que alguém parava o carro perto duma ribanceira ou duma praia, aquecia água com o isqueiro do carro e bebia um café ali mesmo. Belo departamento de marketing tinha a Nescafé, hem? Será que pensaram que alguém, ao ver aquilo, iria exclamar “sim, vamos comprar o café preferido deste falhado que vive no carro”? Além disso, o Johnny Nash tem voz de mulher.

OMC (OMD): How bizarre
Foi o grande sucesso da maior banda neozelandesa depois dos Crowded House. É complicado conseguir este feito de ser a maior banda neozelandesa depois dos Crowded House. Basicamente, é preciso nascer na Nova Zelândia. Mas isso é difícil, porque há muitos países no mundo. O teledisco consistia num casal de aborígenes a passear um cambojano num descapotável vermelho.

Bryan Adams (Ryan Adams): Heaven
Heaven é céu em inglês. Bryan é Bruno no Canadá. A família do Bryan é a Família Adams. Quem ouve o Heaven fica com o desejo de usar vestidos e dedicar uma vida a laços e desenhos de arco-íris. Foi uma voz na minha cabeça que me disse isto. E, vendo bem, não é a canção mais masculina do mundo, não.

Jan Hammer (MC Hammer): Crockett's theme
Quando se ouve esta música, a vontade de calçar uns sapatos brancos, vestir umas calças, também elas brancas, e usar uma t-shirt com gola em V de cor roxa ou pastel, é irrefreável. Já venho.

Medicine Head (Machine Head): One and one is one
Repeti o título desta música 5 vezes muito depressa e tive o meu primeiro início de ataque epiléptico. Agora é só dominar a maravilhosa arte de ter ataques epilépticos quando quiser e onde quiser, e facilmente subjugarei a humanidade em breve.

Jim Diamond (Neil Diamond): I should have known better
Jim foi o James Blunt dos inícios dos anos 80. Esta música foi “You’re beautiful” da altura. É uma choradeira interminável sobre não sei quem que não sei quê por causa de coisas que tinham acontecido ou deixado de acontecer algures acolá. Ao menos este “Should have known better” não tinha teledisco. Mesmo que tivesse, dificilmente teria o tema “Jim a chorar em tronco nu num icebergue debaixo de chuva torrencial”.

Everclear (Everlast): Brown eyed girl
O original é do Van Morrison, pai do Jim Morrison e dos Van Halen. Esta versão é muito merdosa, mas a banda, os Everclear, também. Mesmo dentro da mediocridade, é sempre de bom-tom que se vá mantendo a coerência.

John Legend (John Lennon): Don't you worry 'bout a thing
Mais uma cobertura. Desta vez, o original pertence a Stevie Wonder. Esta versão do João Legenda (como Gabriel Alves tão bem traduziu este vocábulo anglo-saxónico aqui há uns anos) faz parte da banda sonora do Hitch, que é um filme. Segundo consta pelo menos. Sim, o Hitch é um filme, asqueroso, com o príncipe de Bel-Air. Esta música é pior.

Dread Zeppelin (Led Zeppelin): You should be dancing
Outra. O original é dos Bee Gees, que, até há bem pouco tempo, eram o Trio Odemira do Reino Unido, mas assim mais admiradores do falsete. Seja como for, entretanto morreu um e agora já não são. Morreu um Bee Gee, que o Trio Odemira está bem de saúde. Os Bee Gees, sendo dois irmãos, agora podem ser os Anjos do Reino Unido, vá.

The Slits (The Smiths): I heard it through the grapevine
C'um caraças, mais uma. O original desta canção é do Smokey Robinson & Os Milagres e já muita gente a cobriu. As Slits, que cobrem esta versão, mostram as mamas na capa do seu primeiro disco. E cheias de lama. Será que estiveram a lutar na lama em topless? Na minha cabeça, estão sempre.

The Thrills (The Kills): Big Sur
Duas bandas da vaga “The uma palavra qualquer”. Até devia ter qualquer coisa para dizer sobre esta banda ou a música. Mas ainda estou a pensar nas Slits a lutar na lama com as mamas ao léu e não me consigo concentrar.

9 comentários:

porcos no espaço disse...

Muito, muito bom este texto. Só tenho um pequeno reparo a fazer, que é o seguinte: o Jim Diamond tinha teledisco. Como é possível uma pessoa esquecer-se daquela figurinha sentada, pendendo sobre o microfone (coitado - do micro, claro) a debitar toda aquela dor nos agudos mais chorados que é humanamente possível?

João disse...

Eu também tenho uma correcção a fazer! Aquela banda das gajas q lutam na lama aparece como "The Slits", obviamente que esta foi uma daquelas situações em que se acerta na tecla ao lado. Todos nós já trocámos um "u" pelo "i".

sacrilegius disse...

Nunca fui às pitas !!

Mat disse...

O povo Português tem um carinho especial pelo Bryan Adams, porque o rapaz passou as suas melhores ferias de infância em Cascais (ou foi Estoril?). Foi o que li na revista Bravo no início dos anos 90.

Pedro disse...

Caro amigo porcos (espero que não se importe que o trate pelo primeiro nome), quando eu digo “Ao menos este ‘Should have known better’ não tinha teledisco”, quero dizer “tinha um teledisco, mas fazia aquela figurinha sentada, pendendo sobre o microfone (coitado - do micro, claro) a debitar toda aquela dor nos agudos mais chorados que é humanamente possível”.

Pensei que isto fosse claro. É óbvio que não se tratou de esquecimento ou, vá lá, pura ignorância. Usei foi umas figuras de estilo.

Mariana disse...

Não se esqueçam do Rick Springfield e do Bruce Springsteen.

João disse...

Rick Springfield foi o nome que dei à chave da entrada do meu prédio, e Bruce Springsteen à chave do apartamento, que é uma daquelas quadruplas.
Uma vez esqueci-me do Rick Springfield e do Bruce Springsteen dentro de casa e fiquei trancado na rua. Foi uma chatice porque tive que chamar os bombeiros que me partiram um vidro da sacada da sala.

Anónimo disse...

Interesting website with a lot of resources and detailed explanations.
»

Anónimo disse...

I say briefly: Best! Useful information. Good job guys.
»