15.10.07

O cozido é rei

Mudei de casa há dois anos. De próximo do Bairro Alto para outro lugar dentro de Lisboa e posso dizer que foi para melhor. Mas depois de dois anos, ainda havia uma falha: não tinha descoberto ainda um bom restaurante no bairro. Falha gravíssima!
Ontem fui outra vez a procura e por fim, a minha odisseia chegou ao bom porto. É um restaurantezinho pacato com preços normais e com gente bem simpática a servir. A sentar-me na mesa deparei logo com um majestoso Molotov na prateleira. Isso é bom sinal! Também tinha algo para dizer sobre este monumento das sobremesas Portuguesas, mas não posso divagar, ficará para uma outra vez, meus amigos. Porque ao abrir a ementa, salto-me logo para a vista o cozido. Para quem é apreciador do cozido, sabe bem qual é a sensação de alegria de fazer essa descoberta. O cozido é como um tipo de droga. Logo a primeira vez ficamos agarrados, sabe sempre bem e houve sempre um cozido melhor do que aquela que estamos a comer no momento (mas não sabemos quando e onde foi). E dá aquele sentimento de pura felicidade no fim. Caramba, agora que estou a falar nisso…apetecia-me já uma meia-dose.
Por norma meia-doses em restaurantes ou tasquinhas de jeito, dão para dar de comer a uma família de Eritreia uma semana inteira. E é assim que deve ser, um estabelecimento que a tem consciência que tem um bom cozido, deve ter orgulho nisso e mostrar o como tal no seu plenitude. Qual bacalhau, qual carapuça…o cozido, caros amigos, é o rei incontestável da cozinha Portuguesa. Até no Natal devia se mas é, manjar cozido.
Para acabar: alguns dias atrás tive mais uma vez uma conversa com um amigo meu, que é um feroz adepto do vegetarismo e que tenta sempre convencer-me ser me para a sua "religião".
Amigo: "Devias experimentar pá"
Mat: "Não conseguiria..."
Amigo: "Agora já há tudo feito à base de tofu ou soja: hambúrgueres, pizzas, almôndegas..."
Mat:"Mas eu nem como essas coisas feitas a partir de carne! E cozido? Há cozido vegetal?!"
Amigo:"Claro que não. Isso é impossível"
Mat:"Então como é que tu achas que eu podia ser vegetariano?"

7 comentários:

enxofre disse...

os portugueses... são piores que os espanhois, só falam de comida!

Primo Mouco disse...

Abomino com veemência os vegetarianos que vivem obcecados pelo tofu e pela soja, como se fossem o alfa e o omega do vegetarianismo como deve ser. Frustrados que precisam de substitutos de bitoque.

Morte a eles, ou no mínimo bife tártaro a eles!

medusasss disse...

Não podia deixar de concordar! É uma seca convidar toda a gente para jantar e ter de fazer uma comidinha especial para sua exa, porque se lembrou de pertencer a uma minoria gastronómica. E tenho dito! Vegetariano, tu não jantas comigo!

SUSHISTICK disse...

ya...come lá a tua xixa e deixa os outros serem bons amantes!

Anónimo disse...

já se postava era qualquer coisinha nova, não?

Mokas disse...

epah, mas existe cozido vegetariano!
o que não existe e é impossivel é um tornedó mal passado vegetariano! ou um angus! ou um da vazia! ou um do pujadoro! essas coisinhas jeitosas a esguinchar sangue é que é impossivel fazer vege version!
Mas para o caso dos "peta", que são os retratados na foto, há aquela questão da agressão ao humano (coitados dos animais! era fazer isso aos humanos a ver se gostavam!) pelo que, provavelmente se for para comer carne humana eles até alinham ;oP

Anónimo disse...

ler todo o blog, muito bom